29 de jun de 2010

RECADO DO ZÉ

Rosario,

a estrela que vemos agora é Gérard Philipe brilhando intensamente no DVD Adúltera, filme de 1947 em cópia restaurada, dirigido por Claude Autant – Lara. O título em português é uma besteira que oculta o original, Le Diable au Corps, o mesmo do romance do qual o filme foi adaptado, escrito por Raymond Radiguet que morreu aos 20 anos, três depois que publicou o livro. É mais uma história de amor contrariado, mas com contornos próprios, especiais e perturbadores. Numa cidade da França, durante a Primeira Guerra, impetuoso adolescente se apaixona por mulher casada com militar ausente, lutando no front. Claro que não vai dar certo, mas quem consegue interromper o fluxo devastador de uma paixão alucinada? Anos depois, Marco Bellocchio tentou uma nova versão destacando as implicações psicanalíticas da história. Não conseguiu superar Claude Autant – Lara que acompanha os amantes com ternura e cuidado, encenando e filmando cenas de amor cuja rara beleza é impossível esquecer. Conheço espectadores que viram o filme há mais de quarenta anos e ainda guardam frescas na memória as imagens do envolvimento de Gérard Philipe e Micheline Presle. Ele, no papel que marcou e impulsionou sua carreira está de fato com o diabo no corpo; ela, atriz extraordinária e belíssima, perfeita no personagem que a fez entrar na eternidade das maravilhas deste mundo.
Para ver e rever, Rosario. Muitas vezes. Um beijo.
P pinheiro

Nenhum comentário:

Postar um comentário