19 de jun de 2010

BLACK IS BEAUTIFUL

Estou me reconstruindo em novas bases. Não vai ser fácil, mas vou conseguir. Quando me deixou pra ir viver com uma menina da idade de sua filha, não me perguntou se eu ficaria bem, ou não. Agora fala em voltar?! Acho que já chorei tudo que havia para ser chorado...
Ainda te amo muito e você sabe disso. Mas agora que eu comecei a andar com meus próprios pés, essa sua conversa vem me desestabilizar. Me pegou desprevenida, você sabe.
Você foi o único homem de toda a minha vida e você também sabe disso. Mas começava a saborear um gostinho de liberdade pela primeira vez na vida. Sei lá... Será que não poderíamos ficar assim?!
Eu me dediquei tanto a você e às crianças. Fora a escola. É claro que esqueci de viver. Não é por sermos negros que devemos nos deixar ficar à margem. Ao contrário, eu tenho me envolvido em todos os movimentos pra que sou chamada a defender nossas causas. É pouquinho, mas já é um começo. Estou super animada a cada luta que me engajo, me sinto mais e mais atuante mesmo, participativa é a palavra que define minha posição.
Você devia seguir o meu exemplo e vir para a luta também. Uma das coisas que me irrita a seu respeito é essa sua submissão, essa obediência cega ao sistema. Sei lá, você pra mim é um “negro” com alma “branca”.
Quanto mais penso mais me dou conta de nossas diferenças. Até a garota que você namorou é loira. Tudo isso nos afasta e penso que pra sempre. O que? Você não aceita isso?! Mas não é questão de aceitar, me amor... Para fazer um casal, precisa os dois quererem. E de mais a mais, ainda não havia te dito, mas agora sou eu quem está envolvida com uma pessoa, lá da “luta”.
O que você está fazendo com essa arma? Ai, ai! Não. Por favor... Não!Não!

Um comentário: