11 de mar de 2010

ATENÇÃO AOS COMENTÁRIOS

MUITA ATENÇÃO QUEM FOR DEIXAR COMENTÁRIOS, NÃO DESISTAM, É MUITO SIMPLES. PORÉM SE DER ALGUM ERRO APARECENDO A MENSAGEM: “Não foi possível realizar a sua solicitação, tente novamente” TENTE MAIS UMA VEZ CLICANDO EM “Postar comentário” QUE COM CERTEZA FUNCIONARÁ!

OBRIGADA A TODOS PELAS VISITAS E COMENTÁRIOS, SÃO ESSENCIAIS PARA A SOBREVIVÊNCIA DESTE BLOG!

Um comentário:

  1. SOLIDAO DESCOBERTA


    Voce tem cinquenta anos.... ok, vai, sessenta, por ai...voce esta so.....inapelavelmente so.
    A solidão nos atinge, e chega junto e por vezes nos aflige ate a infinitude do orgasmo ( quem disse que ela e ruim?), no momento em que você olha pro lado e se vê sozinho.
    As vezes, você olha e vê seu homem , sua mulher, não importa , mas você esta absolutamente a deriva...ninguem vai te salvar.
    Por mais que te gostem, todos serão impotentes.
    Nada, sequer aquela gosma nebulosa, o supostamente deus, a alma ou o que seja, o etéreo, nem ele ( ela) vai te fazer levantar das trevas.
    Ainda bem.
    Você penetrou no mundo dos sábios e não se tocou.....
    Sabe por que? Por que alguém deveria estar junto pra te dizer isso. Mas, não há ninguém.
    Aquela moca de outro dia, gostosa, ou o gato musculoso, ai, ai, são uns asnos.
    Nunca te disseram que você existia...ainda bem, vindo deles soaria risível.
    E eh por isso que você esta so, perdido, abandonado, decaído.
    Solidão, algo abstrato. Comparo-a com o miasma de nos mesmos, o nosso vomito, o gozo lindo, mas imundo.
    Quer saber? Nem bom, nem ruim, apenas a puta da vida!
    Um dia você acorda e vê (se vê em ) alguém. Será mentira. Creia! O que esta ao seu lado nada será alem do ectoplasma de si mesmo. Senão, la não estaria. A gente so aceita aquilo que nos se assemelha, como a ameba divina ( leiam a bíblia!).
    Adão, Caim, Eva e que tais nos esperam. Nas estórias em quadrinhos.
    Jamais busque refugio, imploro, a não ser em você mesmo... a causa não e nobre!
    Por isso, queridos, viva! , vivam a solidão. Ou morram nela.
    Ninguém vai saber.

    Victor Costa Rodrigues

    ResponderExcluir