13 de fev de 2010

Poeminha

Embarquei no torvelinho que antecede o sono, uma vertigem divina que nos deixa leves e com os problemas todos momentaneamente superados. E nesse momento pensei: cansei de casar, agora só quero namorar.
Encho minha boca de sonho e sono para dizer mansamente...
Eu desejo, eu te desejo
Namorando assim mão na mão
Olhos nas estrelas
E a cabeça no céu...

4 comentários: