27 de nov de 2009

Comemorações...

Ontem fiz aniversário... talvez prefira não dizer a idade (risos)... inevitável não pensar na vida nesse momento, nela toda, e fazer uma espécie de balanço.
Engraçado lembrar como costumava sentir essa data... quase uma opressão. É, realmente acho que nunca me empolguei muito com esse tipo de festa que a gente, erroneamente, acaba transformando numa espécie de “compromisso com a felicidade”. Natal, Reveillon, nosso aniversário... muitas vezes passamos por cima do que sentimos e pensamos pra agradar aos outros, à família... enfim, dias de comemoração. Pra mim, puro tradicionalismo sem fundamento real, sem sensações verdadeiras, hipócrita mesmo, que quando chega no dia seguinte tudo volta àquela velha ordem-desordem.
Enfim, não estou aqui com isso dizendo que não gosto de festa, comemoração, alegria, felicidade... é claro que amo essas coisas. Porém, exatamente por isso é que defendo a posição de que tais acontecimentos e sentimentos devem ser vividos na sua totalidade, com vontade, espontaneidade.
E por isso tudo, e talvez essa seja uma das maiores vantagens de envelhecer: aprender através das experiências, refletir sobre elas e transformar nossa realidade, é que hoje eu faço exatamente o que eu quero e comemoro as minhas alegrias e festividades à minha maneira, independente se isso vai agradar aos OUTROS. As celebrações têm sido bem melhores!
E já que hoje resolvemos falar a verdade sobre tudo, acho que esse é um conto que caberia bem aqui, que vocês vão gostar de ler pois é muito verdadeiro...


2 comentários:

  1. essas datas sao um bode mesmo e vove expressou isto muito bem. parabens!

    ResponderExcluir
  2. A vida é muito chata sem esses ritos de passagens. Comemore e seja feliz. Voce está linda.
    Um beijo da amiga,

    ResponderExcluir