2 de ago de 2010

POR QUE, AMOR?

Para Ana Laura

Brigou comigo?
Eu me desarvoro
Fico sem pai nem mãe
Fico sem chão, sem pique
Quando você vai
Onde encontro paz, carinho e alegria?
Briga não, amor
Brigados estão todos
Não vamos fazer igual
Nós sempre nos amamos tanto...
Nunca brigamos, lembra?
Merecemos o melhor
Nós dois, só nós dois
Mais ninguém

Sei lá, acho que você está com medo
Por isso briga
Será que você não agüenta ser feliz?!
Ontem estava tão bem...
E agora?
Sem mais aquela explodiu feito louco
Sem razão, lobo uivando de ódio para a lua
Mas medo de que, amor?
De se apaixonar?
Você não sacou ainda
Que já aconteceu há muito tempo?!
Medo de perder o pé numa piscina de paixão?!
Mas deve ser tão bom que sou candidata...
E você vai adorar quando mergulhar pra valer!

Nunca fiz isso em toda a minha vida
Mas faço agora.
Eu te imploro.
Se precisar me ajoelho, não tenho vergonha, não
Me atiro a teus pés
Porque sei que você me ama também
Se não acreditasse nisso, nunca o faria
Mas sei do que sente por mim
Que não é pouco...
Então te imploro:
Vamos brincar de namorados?
Trocando beijinhos a céu aberto
Ou de amantes?!
Fazendo amor livres, sob a lua

Aí se nada disso der certo...
Escuta amor
Escuta com cuidado:
Venha até mim
Desarmado, você me abraça
Sem dizer palavra
Só isso me basta.
Aqui dentro está quentinho...
Venha se aquecer

Um comentário: