11 de jan de 2010

“O Brasil, este eterno vir a ser”





João Ubaldo, dileto amigo e fantástico escritor, tem uma teoria sobre o Brasil que bem o explica. Estou tomando emprestado do “cumpadi” suas explanações, sem sequer tê-lo consultado. Mas, vamos lá: segundo ele, ou alguém de quem ele também tomou emprestada a tese, todo o problema com o Brasil e o brasileiro aconteceu porque ele não foi colonizado, ele foi usurpado, espoliado, desde os seus primórdios. Os portugueses vieram para cá somente com o intuito de nos saquear, ao contrário do que aconteceu com a Inglaterra e com os Estados Unidos.
Isso explicaria bastante bem essa nossa sempre presente e crescente necessidade de levar vantagem em tudo – a “lei de Gerson”, aquele jogador da Seleção vocês se lembram?
Irritante também esse sentimento de nos sentirmos com tal superioridade sobre os demais países da América Latina. Em que se baseia tal crença?
Se nós conseguirmos transcender esse nosso eterno sentimento de “coitadinhos”, de impotência, essa necessidade de sermos sempre “salvos” por algo ou alguém, os tempos que se anunciam serão gloriosos.
depende de nós.

Por Constança T. Teixeira de Freitas

"Humm..mas tivemos a sorte de um Mauricio de Nassau, principe, culto e interessado nas terras que acabava de aportar. Além do cultivo da cana de açucar, construiu museu, canais, fez a primeira cidade planejada no Brasil.
Guardo com carinho um móvel herdado de meu pai, daquelas épocas." (em 13-01-2010)

E vocês, o que acham?


Um comentário:

  1. Constança T. Teixeira de Freitas13 de janeiro de 2010 17:39

    Humm..mas tivemos a sorte de um Mauricio de Nassau, principe, culto e interessado nas terras que acabava de aportar. Além do cultivo da cana de açucar, construiu museu, canais, fez a primeira cidade planejada no Brasil.
    Guardo com carinho um móvel herdado de meu pai, daquelas épocas.

    ResponderExcluir